quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

É NATAL!

Mas já? Essa é a pergunta  que muita gente está se fazendo.... que esse ano passou rapidinho ninguém discute....Nossa, deu tempo de fazer tudo? Conseguí colocar meus projetos em andamento? Puxa, não fiz aquele regime, não fui visitar meus amigos....não deu tempo....é, esse é o sentimento geral: que não deu tempo. Os dias parecem (e estão....) mais curtos. Mudança dos polos da terra? Mudança de dimensão? Trabalho em excesso? Seja lá o que for que te move...agora PARE. SINTA. RESPIRE. VIVA ESSE MOMENTO. NATAL DE 2014! Ele está praticamente aqui e num piscar de olhos já é o AGORA. 

Esteja presente no aqui e agora. Esteja presente em você!

Todo mundo correndo de um lado para o outro, atrás de presentes, nem querendo saber se em janeiro vai conseguir pagar o cartão de crédito.... puxa, será que é isso mesmo o Natal?
Quem disse que a gente tem que gastar tudo para comprar presentes para todo mundo - para até aquelas pessoas que não nos damos bem, não olhamos na cara o ano inteiro!!!! O presente somos nós, nosso amor, nossa companhia, nosso bem-querer. Nossa mão estendida num momento importante. Nosso ombro , nosso abraço no momento de angústia, aflição ou felicidade,

O planeta precisa disso - de nós! Aqui e agora...presentes..... Fazendo o que nos dá prazer, nos amando como somos, nos ajudando uns aos outros. Preservando a natureza, preservando a vida.

Ah, e aí você está lendo e pensando....mas esse não é um site de Aromaterapia? E o que essa mulher está fazendo e falando? Bem, Aromaterapia também é consciência do todo tá?
Também é respeito, é cuidar, é amar a tudo e a todos....quando abrimos um vidro de óleo essencial, quando as primeiras moléculas saem daqueles vidrinhos pequenos e singelos, o sentimento de gratidão que nos invade é imenso...e nessa hora, sentimos que somos abençoados e fazemos parte de toda essa Natureza que nos envolve e nos dá tudo o que precisamos...até mesmo quando a judiamos....

Ufa...falei né? E receitinha que é bom nada!!!! Brincadeirinha....segue uma sugestão para nossa noite de Natal, para harmonizar, alegrar, limpar e nos conectar com o Universo.... é a minha sugestão....faça do seu jeito, crie a sua receita, inove, surpreenda, MAS FAÇA!!!!

Pinheiro Silvestre de  aroma fresco, abre o peito, traz positividade, alegria e calma.  Facilita a interiorização, sensação de liberdade, dissolve padrões rígidos no nosso campo energético, emocional e mental.

Canela Cascas óleo  estimulante, aquecedor e alegre. Traz segurança, elimina a melancolia, a depressão. Traz abertura para o novo.

Olíbano o óleo sagrado. Opera muito além do campo áurico, nas esferas celestes, nos reinos de luz. Remove energias deletérias, afasta pensamentos ruins e miasmas. Aquece, traz recolhimento, conexão com o Sagrado. Restitui a vontade de viver.

Laranja ou Mandarina ou Tangerina – óleos cítricos que trazem a energia do Sol em sua cor e sua vibração. Promovem alegria, bem estar, carinho, proximidade. Limpam o ambiente, promovem a alegria e o entendimento, ajudam a controlar a compulsão quer seja por comida ou bebida.


Ylang  que com seu aroma adocicado, trabalha o amor  pelo outro – o enxergar o próximo. Excelente para essa época do compartilhar, dividir, entender. 

Um harmonioso, tranquilo e consciente Natal a Todos!!!!
Gratidão ó Deus do Universo sempre!!!!!

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

ÉTICA

Hoje não vou falar de Aromaterapia. Quero falar sobre ética e responsabilidade.
Diante de tantas notícias de procedimentos estéticos e até dito terapêuticos desastrosos que estamos vendo, com pessoas chegando a óbito; e também ao ver tantos “terapeutas”, que publicam currículos fantásticos, de “n” cursos, mas que por vezes se descobre que apenas fizeram um ou dois módulos apenas, que utilizam o nome de instituições onde participaram de palestras ou workshops e já se acham “formados” , resolví procurar algumas coisas sobre ética, responsabilidade e direito autoral e direito intelectual.
Antes de entrar nos textos propriamente ditos, deixo para reflexão individual o que significa a palavra terapeuta para cada um,  e a responsabilidade dessa profissão. Vemos tantos cursos fazendo formação  de terapeutas disso e daquilo, onde as matérias são dadas em duas ou três horas/aulas, de assuntos por vezes tão importantes e delicados como a saúde humana. A responsabilidade não é apenas de quem se forma, mas de quem ministra e mantém esse tipo de curso. Se queremos o reconhecimento dessa profissão, ocupação ou sei lá como se pode chamar essa atividade, precisamos antes de mais nada, tomar consciência de que não apenas um diploma nos capacita a tratar, ministrar ou aplicar qualquer técnica em outra pessoa. Precisamos estudar, estudar, estudar e estudar,  nos aprimorar, experenciar, ter certeza daquilo que fazemos. Precisamos treinar,  treinar, treinar,ouvir outras opiniões e só então aplicar em terceiros . Não fosse assim, médicos não fariam residência. Engenheiros não fariam estágios antes de assinar plantas, e tantos outros exemplos.....

O que é Ética Profissional:  ( http://www.significados.com.br/etica-profissional/)

Ética profissional é o conjunto de normas éticas que formam a consciência do profissional e representam imperativos de sua conduta.

Ética é uma palavra de origem grega (éthos), que significa propriedade do caráter. Ser ético é agir dentro dos padrões convencionais, é proceder bem, é não prejudicar o próximo. Ser ético é cumprir os valores estabelecidos pela sociedade em que se vive.

Ter ética profissional é o indivíduo cumprir com todas as atividades de sua profissão, seguindo os princípios determinados pela sociedade e pelo seu grupo de trabalho.

Cada profissão tem o seu próprio código de ética, que pode variar ligeiramente, graças a diferentes áreas de atuação. No entanto, há elementos da ética profissional que são universais e por isso aplicáveis a qualquer atividade profissional, como a honestidade, responsabilidade, competência, etc.

Direito autoral
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Símbolo do copyright "©" é usado para indicar que a obra preserva todos direitos do autor.
Direito autoral, direitos autorais ou direitos de autor são as denominações empregadas em referência ao rol de direitos dos autores sobre suas obras intelectuais, sejam estas literárias, artísticas ou científicas. Segundo a doutrina jurídica clássica, nesse rol encontram-se direitos de natureza pessoal e patrimonial, também denominados, respectivamente, direitos morais e direitos patrimoniais.[carece de fontes]

De acordo com a Lei Federal do Brasil nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998, a melhor forma de evitar o plágio, ou seja, a chamada violação de direito autoral, quando algum pesquisador, wikipedista, estudante ou qualquer outro erudito se apropria de um texto de obra consultada é a paráfrase, sendo bastante útil para que não aconteçam situações que causem constrangimentos, além de ser a opção correta bastante útil para não copiar um trecho de texto que outra pessoa escreveu.

Ainda sobre direito autoral e direito intelectual:  (http://www.aloartista.com/conteudo.asp?id=116)
Direitos Autorais e Direitos Intelectuais

O que são

Os Direitos Autorais são um conjunto de normas legais e prerrogativas morais e patrimoniais (econômicas) sobre as criações do espírito, expressas por quaisquer meios ou fixadas em quaisquer suportes, tangíveis ou intangíveis. São concedidos aos criadores de obras intelectuais e compreendem os direitos de autor e os que lhe são conexos. Eles se inserem na área que algumas correntes doutrinárias, como a que nos filiamos,  chamam de Direitos Intelectuais, embora seja mais conhecida com o nome de Propriedade Intelectual.

Os Direitos Intelectuais cuidam das coisas intangíveis, como as inovações criadas pela mente. Sob essa área também estão os direitos sobre cultivares (variedade vegetal com característica criada e inédita), os de propriedade industrial (marca, patente, desenho industrial e transferência de tecnologia) e os conhecimentos e expressões culturais tradicionais.

O que protegem

Os Direitos Autorais somente protegem as obras literárias, artísticas e científicas, é regulado pela Lei nº 9.610/98 e tem sua política a cargo da Diretoria de Direitos Intelectuais, estrutura da Secretaria de Políticas Culturais do Ministério da Cultura (MinC). O registro da obra depende da natureza dela e não é obrigatório, uma vez que a obra está protegida desde a sua criação. Entre os beneficiados pelos direitos autorais, estão os compositores, músicos, escritores, tradutores, cineastas, arquitetos, escultores, pintores etc.

Já outros tipos de obras e invenções, como programas de computador, por exemplo, embora estejam sob a proteção do Direito Autoral, são regulados pela Lei nº 9.609/98 e sua política está a cargo do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT). O registro deve ser feito no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

Importância

O Direitos Autorais estão sempre presentes no cotidiano de cada um de nós, pois eles regem as relações de criação, produção, distribuição, consumo e fruição dos bens culturais. Entramos em contato com obras protegidas pelos Direitos Autorais quando lemos jornais, revistas ou um livro, quando assistimos a filmes, ou simplesmente quando acessamos a internet.

Os Direitos Autorais integram as políticas públicas voltadas para a economia da cultura dos países modernos, sendo fundamentais para assegurar sua soberania e desenvolvimento.

MAIS INFORMAÇÕES

Obras Literárias e Artísticas

A lei que versa sobre direitos do autor no caso da proteção de obras literárias e artísticas é a no. 9610, de 19
de fevereiro de 1998. A instituição responsável pelo registro é a Biblioteca Nacional, definida na Lei n. 5988, de 14 de dezembro de 1973. Outras instituições nos estados podem, mediante convênio com a Biblioteca Nacional, se credenciar como escritórios de representação. No estado do Pará esse escritório encontra-se na Universidade Federal do Para, www.ufpa.br. Contudo, é importante esclarecer que de forma diferente do que acontece com a patente ou outros instrumentos de propriedade industrial, a proteção aos direitos que trata a lei independe de registro, sendo facultado ao autor registrar a sua obra em órgão descrito por lei (art. 18 e 19).

São obras intelectuais protegidas (art. 7o) as criações do espírito, expressas por qualquer meio ou fixadas em qualquer suporte, tangível ou intangível, conhecido ou que se invente no futuro, tais como:

• textos de obras literárias, artísticas ou científicas;
• conferências, alocuções, sermões e outras obras da mesma natureza;
• obras dramáticas e dramático-musicais;
• obras coreográficas e pantomímicas, cuja execução cênica se fixa por escrito ou por outra qualquer forma;
• composições musicais, tenham ou não letra;
• obras audiovisuais, sonorizadas ou não, inclusive as cinematográficas;
• obras fotográficas e as produzidas por qualquer processo análogo ao da fotografia;
• obras de desenho, pintura, gravura, escultura, litografia e arte cinética;
• ilustrações, cartas geográficas e outras obras da mesma natureza;
• projetos, esboços e obras plásticas concernentes à geografia, engenharia, topografia, arquitetura, paisagismo, cenografia e ciência;
• adaptações, traduções e outras transformações de obras originais, apresentadas como criação intelectual nova;
• os programas de computador (os programas de computador são objeto de legislação específica, observadas as disposições desta lei que lhes sejam aplicáveis);
• as coletâneas ou compilações, antologias, enciclopédias, dicionários, bases de dados e outras obras, que, por sua seleção, organização ou disposição de seu conteúdo, constituam uma criação intelectual.


.

domingo, 30 de novembro de 2014

Marte à vista

Estamos já com os pés fixados em dezembro, último mês do ano. A maioria das pessoas já está programando suas férias, as festas e sonhando com os desafios, as oportunidades e as surpresas do novo ano que se aproxima.
Segundo os astrólogos, 2015 será um ano regido por Marte, planeta de fogo, forte. Marte é o deus romano da guerra, equivalente ao grego Ares, filho de Juno e Júpiter. Ele é considerado o deus da guerra sangrenta.
Pelas suas características, será um ano que vai trazer mudanças, que vai fortalecer projetos, a força interior, revigorar a mente e o corpo. O elemento fogo, traz a determinação, a energia, coragem, dinamismo. Então por que não trabalhar com os óleos essenciais para reforçar essas características em nós? E claro, para não deixarmos os aspectos negativos nos influenciarem....
Vários óleos podem ser utilizados, mas lendo alguns textos, encontrei algumas anotações sobre o que a Valerie Ann Worwood escreveu sobre o Petitgrain, óleo que não é dos mais populares , mas que a indústria da perfumaria gosta bastante.

Ele traz estabilidade quando estamos vulneráveis, frágeis.Nesses momentos precisamos de uma força espiritual, uma mão estendida para nos guiar.
O Petitgrain vem com sua força suave, nos incentiva a resoluções positivas e a busca por   resultados. Ele nos permite enxergar , seguir em frente, forjando uma ligação com nossa    verdade interior, e assim, conseguimos entender que juntamente com   nossa   verdade     pessoal, vem também a nossa força.
 
Os pequenos galhos e pequenos frutos a partir do qual é feito petitgrain são delicados e até vulneráveis, e talvez seja esta, a ligação entre o petitgrain e o espírito humano.
Ele  incentiva a  harmonia,  a elevação,  a visão interior,  auto-confiança,   força e                expressividade.
 
Dentre suas propriedades temos: antiespasmódico, antidepressivo , estimulante, tônico,     calmante , anti- infeccioso , anti-séptico.
 
Podemos utilizá-lo em combinação com Olíbano,Cedro,dois óleos amadeirados,que trazem a força , a vontade de viver, o centramento; Gerânio ou Rosa, que trazem a harmonia e o  amor, além de cítricos como laranja, limão ou mandarina, para o bom humor, a alegria, a     luminosidade. Uma combinação suave e ao mesmo tempo forte, harmoniosa e tranquila,    para vivenciar as emoções do novo ano que se aproxima!
 


segunda-feira, 20 de outubro de 2014

TABELA ÓLEOS ESSENCIAIS E CARREADORES

Sempre que explico  qual a quantidade segura de uso de um óleo essencial, para uma massagem, acabo utilizando percentuais, que nem sempre ajudam, porque por vezes, o valor final é tão quebrado, que as pessoas acabam se atrapalhando.
Lendo um texto extraído do livro da Valerie Ann Worwood (Aromatherapy for the soul), encontrei uma tabela, que compartilho agora com vocês.
Claro, que ao se falar em maiores quantidades, ou ao se fazer sinergias, não se deve esquecer que dependendo do óleo, há que se ter parcimônia, ok? Vamos lembrar das regras de uso dos óleos, especialmente, daqueles que possam causar algum tipo de irritação na pele, por seus compostos, como por exemplo a Canela, o Capim Limão . E não podemos esquecer também dos óleos cítricos - se os utilizarmos nas massagens, sempre é bom lembrar que não é aconselhável se expor ao sol logo após , combinado?
















domingo, 28 de setembro de 2014

LIMPANDO NOSSAS CASAS - CORPO E LAR - NA PRIMAVERA


(texto baseado no site de Suzanne Bovenizer – tradução livre)
  

Quando a primavera chega, parece que finalmente começamos a recuperar nossas energias. Diferentemente do que acontece no hemisfério norte, nós aqui no Brasil, não podemos dizer que o inverno é cinzento e escuro. Ao contrário, em algumas regiões, temos dias de um céu azul tão intenso e sem nuvens, que não fosse pelas baixas temperaturas, poderíamos até pensar que é sempre verão. Mas mesmo tendo sol, e aqui no Sudeste, termos um ar mais seco, quando a primavera chega,  uma nova energia toma conta da gente. É hora de abrirmos janelas, armários, lavarmos as roupas de frio para guardar, tirar as roupas guardadas....e aí vem ...as roupas guardadas! Elas ficaram com cheiro de guardadas, ou até com um pouco de mofo? Os armários também? Então vamos às sugestões da Suzanne , para limpar armários e nossa casa:  em um balde, coloque duas colheres de vinagre branco e algumas gotas de óleos essenciais (para melhorar o aroma do vinagre), e limpe tudo com essa mistura. Nas roupas, podemos borrifar um pouco dessa mistura e deixa-las penduradas ao ar livre por dois ou três dias.

Ah, e os livros? Alguns de tão velhos, ou de tanto tempo guardados, podem  ter poeira e até mofo.  Suzanne dá uma sugestão interessante,  que eu particularmente ainda não testei, mas aí vai a dica:
- em um saco de papel coloque uma xícara de chá de argila . Pingue algumas gotas de óleo essencial de limão, lavanda, tea tree e cedro em pedaços de papel e coloque-os no saco com a argila. Ponha um ou mais livros no saco de papel (dependendo do tamanho), feche bem e deixe por alguns dias. Retire os livros e limpe com o aspirador de pó.
Ela sugere que  que podemos misturar argila com água e óleos essenciais para tirar mofo de móveis. Passe e deixe secar, e depois utilize o aspirador de pó.
Bem,  e para guardar as roupas de inverno, muitos utilizam caixas, malas ou até aqueles sacos plásticos que se fecham a vácuo. Para qualquer uma das opções, você pode utilizar aquelas bolinhas de madeira , previamente embebidas em óleo essencial de Cedro. Se gostar de rosas, lavanda ou gerânio, pode acrescentar .
E para terminar, não podemos esquecer de nós mesmos, certo? Bem,  em qualquer lugar do mundo, o inverno é o tempo de hibernação – mesmo que não literal, mas de certa forma, ficamos mais preguiçosos, mais quietos . O nosso corpo sabe que é inverno!  Nossa musculatura tende a ficar mais contraída e isso acaba gerando dores.
 Com a chegada da primavera, começamos a despertar, a nos espreguiçar . Começamos a caminhar mais, nos sentimos mais despertos. Quais óleos essenciais podem nos ajudar nessa fase? Bem, podemos preparar um bom óleo de massagem com óleos essenciais de eucalipto, tea tree, junípero, camomila, cipreste, pimenta negra, espruce, que trabalharão liberando nossa musculatura e nossa respiração. E em casa, aproveitando para melhorar não só a energia do ambiente, mas nossa mente também,  podemos fazer uma sinergia para uso no difusor elétrico ou em spray, com:  hortelã pimenta, limão, tea tree, cipreste e manjericão.

E para melhorar o sistema digestivo, descongestionar , porque comemos coisas mais pesadas durante o período que terminou, podemos pensar na Sinergia Oxyclean da Laszlo e em massagens com gengibre, anis estrelado, camomila, tomilho, cardamomo e hissopo.
Tempo de colorir a vida, de se soltar, de sorrir!!!!!

terça-feira, 23 de setembro de 2014

CURSO DE INTRODUÇÃO À AROMATERAPIA


Aroma (cheiro) Terapia (tratamento, cura) tem se tornado muito popular em todo o mundo nos últimos dez anos.
Neste curso de introdução, vamos conhecer um pouco da história da Aromaterapia, as várias formas de utilização e integração com outras terapias, o que são os compostos químicos e porque os óleos essenciais podem nos ajudar a tratar dores, fibromialgias, problemas no fígado, pedras nos rins, depressão , etc.
Estudaremos  alguns óleos graxos/ carreadores e 15 óleos essenciais, entendendo aplicação, combinação, efeitos sobre o físico, o emocional e o mental, contra-indicações . E por fim, aprenderemos a fazer sprays e gel para massagem.
Durante os dois dias do curso, teremos venda de óleos essenciais e graxos/carreadores da Laszlo, com desconto especial para os participantes. 
Data: 01 e 02 de novembro
Horário: das 09 às 17 horas
Facilitadora: Renata Maria Badin, Aromaterapeuta 
Valor: R$ 250,00 (associados ABRATH – R$ 220,00) – Taxa de reserva: R$ 50,00 (que será descontada do valor do curso). Local: Zona Leste - Artur Alvin

Inscrições : yokoterapia@gmail.com( preencha a ficha em anexo) ou pelo telefone 9-91057934.

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

CURSO BÁSICO DE AROMATERAPIA

Neste curso, passaremos  dados técnicos, propriedades, história, vibração, relação com a numerologia e cromoterapia, e energia de 15 óleos essenciais.
Nossa idéia, é que o  participante, saia do curso e possa aplicar em casa,  no trabalho, no seu dia-a-dia a aromaterapia com segurança e assertividade, por isso escolhemos apenas 15 óleos, para que eles sejam estudados a fundo: quimiotipos, formas de utilização, efeitos no emocional, no psicológico, dicas práticas, estudos de caso.  Experimentaremos  também compostos vibracionais da Aromaterapia egípcia vibracional.
O número de participantes é limitado para que o aproveitamento seja o maior possível.

             Início dia 26 de setembro, sexta das 19 às 21h30 (aula aberta)
e 27 e 28, sábado e domingo das 9h às 17h  
             Onde: Espaço Atmam na Travessa Humberto I, 80 - Vila Mariana
Contatos para mais informações: 55722660, 55814896, 985917456 ou rearomas@hotmail.com
          Facilitadoras: Renata Badin e   Solange Lima

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

MUDANÇA DE ESTAÇÃO - HORA DE SE PREPARAR - QUAIS ÓLEOS ESSENCIAIS PODEMOS USAR?

Pois bem, segundo a sabedoria oriental, toda mudança de estação requer atenção e nos traz alguns dias de instabilidade, cujo objetivo é nos trazer para dentro de nós, arrumarmos nossas "gavetas" internas. Tempo para nos prepararmos, meditarmos a respeito de nossos próximos passos, cuidarmos de nosso corpo. Precisamos tirar a umidade, fortalecer a imunidade e a nossa digestão.
Por isso, traremos 3 óleos interessantes no próximo grupo de estudos, que acontecerá no dia 08 de setembro: Cardamomo, Cipreste e Sangue de Dragão. Digestão, limpar , deixar ir, fortalecer nosso sistema imunológico, e ainda de quebra, vamos rever um pouco sobre a importância do Ômega 3 .
Inscrições abertas no Atmam Espaço Vivencial (55722660 ou pelo site www.atmam.com).

terça-feira, 19 de agosto de 2014

O INVERNO E OS RINS

Relendo um material a respeito da Medicina Tradicional Chinesa, encontrei o texto relativo ao Inverno. Recentemente num dos programas de entrevistas, ví um médico falando a respeito desse assunto e me dei conta, do quanto nós, ocidentais judiamos dos nossos corpos. Tudo bem, já estamos na fase final do inverno, mas ainda dá tempo de rever alguns hábitos.
Os 3 meses de inverno chamam-se período de fechar e armazenar. A água gela e a terra estala e abre fendas. Não devemos perturbar nosso Yang. As pessoas devem deitar-se cedo e levantar-se tarde, esperar que o Sol nasça. Devem reprimir e ocultar os seus desejos, como se não tivessem nenhum objetivo interior, como se estivessem em tudo satisfeitas. As pessoas devem tentar fugir ao frio e procurar o calor, não devem transpirar pela pele e devem privar-se da exaltação do frio. Tudo isso está em harmonia com a atmosfera do inverno  e é o método de proteção do nosso armazenamento. Os que desrespeitarem as leis do inverno, sofrerão de um mal dos rins. A eles, a Primavera trará impotência e produzirão pouco.

A função dos rins é  filtrar todos os líquidos do corpo, removendo o excesso de água e os subprodutos inúteis de muitas reações químicas do organismo.   
Regulam o nível de substâncias minerais no sangue e o equilíbrio de ácidos no corpo. Se a umidade do corpo for baixa, pode haver formação de cálculos renais.
Influenciam o grau de inteligência, de criatividade e de astúcia.
Determinam a força dos cabelos, dentes e ossos, medula óssea e acuidade auditiva.

Segundo os chineses:
-os rins armazenam a energia pré-natal, transmitida pelos ancestrais e pelos pais. Distribuem essa energia vital para todas as partes do corpo, conforme seja necessário.
Comandam o sistema urinário e reprodutor
- isso significa que a energia sexual e todas as difunções sexuais, provém dos rins (impotência, frigidez, falta de apetite sexual, ejaculação precoce, hiperatividade sexual, etc).
Doenças degenerativas como o câncer, Aids, artrite, esclerose múltipla, mal de 
              Parkinson e outras, resultam do esgotamento da energia vital dos rins.
Os rins são órgãos “frios”, por isso estão associados ao inverno, quando a vida exterior
              é fria e gelada. Eles gostam e se beneficiam com o calor.
O “chi” de água controla a força de vontade, a ambição, a tranquilidade. Quando uma pessoa tem uma vontade forte,  significa que a energia dos rins é abundante. Porém, se for fraca, além de indecisa, a pessoa não terá poder de decidir sobre o que lhe acontecerá no futuro, além de sentir frio, umidade e terror.
-  São vulneráveis à emoção negativa do medo, que pode afetar também a bexiga. Por isso muitas pessoas em momentos de perigo ou pânico, perdem o controle da bexiga. O medo como emoção negativa crônica, tolhe, comprime e adoece. Nada exaure mais a energia dos rins, do que o medo de viver, medo de perder, de sofrer, de amar. Outras emoções negativas que também prejudicam os rins são: paranoia, instabilidade emocional, mesquinharia, dispersividade, estagnação, o andar em círculos.
(texto extraído de material publicado por OLGA MENDONÇA    - Psicóloga, Psicoterapeuta Corporal e Naturoterapeuta e de Conceição Trucom - Limão x Rins - Terapia da Limonada)

Nos livros sobre Metafísica da Saúde, especialmente os do Valcapelli, encontrei informações interessantes:
É importante notar que o sistema renal funciona com um “par” de rins, portanto ele depende de parceria e cumplicidade entre eles para seu pleno funcionamento. Assim, eles representam a busca pela qualidade dos relacionamentos interpessoais e a percepção do amor através do outro.
Outra situação interna que atinge os rins é a crença nas dificuldades. Temer não conseguir realizar representa não ter se livrado das memórias difíceis do passado. Achar que tudo é difícil e complicado dificulta na seleção e discernimento, ou seja, entope o filtro,  gera pedras. Reclamar da situação é não ver o lado bom que existe nela.
Os cálculos e dores renais revelam dificuldades de relacionamentos não dissolvidas. Existe embutido também um comportamento emocional infantil ou rebelde diante dos desafios, principalmente aqueles ligados às nossas parcerias e uniões.
Mas o simples cuidado de ingerir mais frutas e vegetais frescos e crus, além de alimentos mais integrais, já impede notavelmente o desenvolvimento de dificuldades renais.


Bem, mas falando de Aromaterapia, afinal, esse é o assunto do meu blog: permitam-me sugerir um óleo muito gostoso, para cuidar dos nossos rins: Junípero (Juniperus Comunis).Um óleo rico em monoterpenos,  que é analgésico, estimulante do pâncreas, antisséptico para as vias respiratórias, depurativo, desintoxicante geral do organismo, digestivo, diurético e descongestionante linfático, litolítico, sedativo suave e tônico poderoso (revigorante e aquecedor, assim como Tomilho e Gengibre).

O escritor Gabriel Mojay considera 3 principais palavras para este óleo: FORTIFICAR, ALIVIAR (DESAFOGAR) E EMPODERAR. Segundo ele o Junípero foi uma das primeiras plantas a ser utilizada pela humanidade, para fazer fumigação e como incenso em rituais pelos antigos gregos para combater epidemias, usado também pelos tibetanos e nativos americanos em cerimônias. Energética e psicologicamente está ligado a dispersar e limpar e também à purificação espiritual e ao poder de dissipar influências negativas. 

1)    As notas quentes , doces e amadeiradas refletem seu profundo poder de fortificar.
2)    Trabalha a estagnação psicológica, consolidando a vontade e o poder. É bom para quem está se sentindo sobrecarregado e distante, absorto em seus próprios pensamentos e preocupações, pressões, lembranças desagradáveis. Estas pessoas se sentem sem suporte, tendem a se afastar e perdem sua confiança social. O sombrio, a falta de perspectiva vão gradativamente se incorporando produzindo uma rigidez no Espírito que pode ser somatizada como juntas doloridas e duras.
3)    O  Junípero restaura a nossa determinação para transpor os obstáculos da vida. Substitui o isolamento por movimento e abertura. Dissipa o medo e pensamentos destrutivos e leva à ação, sendo interessante para fobias, preocupações em excesso, desinteresse e apatia. Purifica a mente, o corpo e a alma, livrando-os de lixo e venenos. 
4)    Ajuda a reiniciar, dá energia para empreender. Fortalece a vontade e dá coragem e energia. Traz uma energia de quer se esticar, se mexer, pois melhora a circulação e a energia das articulações. (Gabriel Mojay - Aromatherapy for Healing the Spirit).

Hermann Ulrich escreve em seu livro Manual Prático de Aromaterapia, que este óleo é indicado para falta de energia. O aroma do óleo é um forte tônico e reconstituinte para pessoas fracas, desanimadas ou desorientadas, dando apoio para que as idéias se tornem realidade; clareia o mundo emocional, harmonizando estados de angústia e nervosismo; gera calor interior. Rigidez e impaciência; no aromatizador é revistalizante com a inalação conjunta de alecrim.




Bem, que tal experimentar o óleo essencial de Junípero? Ah, onde encontrar? Na Laszlo....e Laszlo aqui em São Paulo? É só falar comigo....!

Até a próxima!

sexta-feira, 11 de julho de 2014

OXYCLEAN DA LASZLO.... tudo de bom e mais um pouco!

Esta sinergia conta com a ação hepatoprotetora e hepatodescongestionante do ligustilídeo e d-limoneno do óleo de aipo, do d-limoneno e octanol do limão, da curcumina e turmeronas do turmérico, do daucol e carotol da semente de cenoura e da verbenona, ácido rosmarínico, carnosol e ácido carnósico do alecrim CO2. O mentol e a mentona do hortelã são descongestionantes da vesícula aumentando o fluxo biliar, além de serem hepatoprotetores e na fórmula o mentol ajudar na assimilação da curcumina nos intestinos. É uma super associação super potente para tratar e descongestionar o fígado em todas as situações, indo desde ressacas, hepatite, mal estar, enjôo e intoxicações alimentares. É igualmente um excelente antioxidante geral para o corpo, útil não só internamente, mas também em cosméticos, se este for o interesse de uso.   

Este texto é do próprio Prof. Fabián. Como comentário particular, tenho usado a sinergia e percebo que minha digestão melhorou, assim como, o próprio trabalho do intestino. Desde a retirada da vesícula, meus grandes companheiros para melhoria da digestão e dos intestinos, têm sido os óleos essenciais.

Para quem se interessar em adquirir, lembro que sou uma das revendedoras da Laszlo em São Paulo. Para encomendas  me escreva: rearomas@hotmail.com, 

quinta-feira, 10 de julho de 2014

ÓLEOS ESSENCIAIS PODEM SER INGERIDOS?


Esse assunto normalmente gera muita discussão, mas como acho que todo mundo tem o direito de experimentar, e tem o dever de aprender e buscar o melhor caminho para si, faço essa postagem, tirada do site da Laszlo (www.laszlo.ind.br), empresa que represento, mas que acima de tudo, respeito pela seriedade e qualidade não apenas dos produtos, mas das informações e ensinamentos transmitidos através do Prof. Fabian Laszlo.
Então, respondendo à pergunta do enunciado:
"Sim e sempre foram ingeridos desde que a humanidade existe! Os óleos essenciais estão presentes em todas as verduras, ervas, legumes, grãos e frutas aromáticas. Tudo que tem perfume, cheiro, possui óleo essencial.
Assim o que vale para seu uso, seja na alimentação ou como fitomedicamento para uso oral é:
A diferença entre remédio e veneno está na dose” – Paracelso." 

E complemento: eu faço ingestão de óleos essenciais sim - seja na culinária para temperar minhas saladas, seja no mel, para adoçar meus chás, seja em quadros inflamatórios ou  como complemento a tratamentos dentários, ginecológicos e hepáticos.

Mas voltando ao texto: 
"Toxidade de óleos essenciais
Como exemplo, existe o caso de falência hepática fulminante de um menino após a ingestão de 10 ml de óleo essencial de cravo (Syzygium cariophyllata). Há casos de envenamentos também seguidos de morte com uma colher de sopa de óleo de cânfora, por um adolescentes de 16 anos, 15ml de citronela ingerida por uma criança de 21 meses e a ingestão de 30ml de óleo de eucalipto glóbulos por um menino de 10 anos de idade. Todas doses absurdamente altas!

Informações sobre a toxidade oral dos óleos essenciais tem sido frequentemente alteradas, modificadas e aumentadas por vários livros de aromaterapia, assim como pessoas desinformadas ou com pouco estudo na área, levando as pessoas leigas a acreditarem serem os óleos essenciais produtos altamente perigosos e que causam sérios danos à saúde. É muito importante deixar claro, contudo que não existem casos relatados de intoxicação, lesão ou morte em nenhuma literatura médica já publicada pelo uso de poucas gotas de óleos essenciais com finalidades terapêuticas.

Como exposto, todos os casos de intoxicação com ou sem morte pela ingestão de óleos essenciais, em humanos e animais, são descritos como o indivíduo tendo feito a ingestão de doses extremamente elevadas, ou seja, muito além daquelas poucas gotinhas em mel que um aromatologista qualificado recomendaria para finalidades terapêuticas, mas infelizmente os espalhadores de boatos não levam isso em consideração . O que poderia se esperar de alguém bebendo 30 ml ou 75 ml de óleo de eucalipto, 10 ml de tea tree, 10 ml de absinto, 30 ml de poejo ou ainda 2 ml de tuia diariamente por 5 dias consecutivos?

Dentro das estatísticas médicas com drogas alopáticas, se veem acima de 4.000 mortes anuais por erosão intestinal e sangramento pela ingestão de remédios antiinflamatórios não esteroidais (ácido mefenamico, indometacina, ibuprofeno, naproxeno) e 200 casos anuais de morte por paracetamol, onde um número significativo dos sobreviventes ficam com danos irreparáveis no fígado. Nos estados unidos, cerca de 56.000 casos emergenciais são relatados por overdose com paracetamol. Vale citar também que o álcool mata 30.000 pessoas anualmente eo câncer de pulmão, 40.000, sendo muitos casos relacionados ao cigarro. Para informação, nenhuma estatística significante foi publicada pela unidade nacional de envenenamentos na literatura mundial, relatando toxidade humana com óleos essenciais.

Fonte: wwww.laszlo.ind.br – link aromatologia – propriedades e toxidade."

Fica a dica: pesquise, estude, ligue o "desconfiômetro",  e procure sempre um Aromaterapeuta antes de utilizar um óleo essencial .


ERVAS AROMÁTICAS

Alguns vão se perguntar, ora, mas por que ela está escrevendo sobre ervas e não sobre os óleos das ervas?
Bem, lendo um livro muito simples, psicografado pelo Wanderley Oliveira, ditado por Pai João de Angola, chamado "fala, Preto Velho", da editora Dufaux, encontrei um capítulo muito interessante e resolví compartilhar, copiando alguns trechos, Chama-se Horta Mística.
Diz Pai João que lá no hospital espiritual, existem lírios brancos, que são receptores poderosos de energia sublime que derramam fontes terapêuticas sobre todo o hospital. Ele fala de canteiros móveis e fixos e sugere que canteiros móveis são interessantes, pois se pode alterar a sua localização no ambiente, conforme a função terapeutica e energética que se precisa.

As ervas que ele cita são: arruda, guiné, sandalo, alecrim, manjericão, lavanda.

"As ervas se comunicam.
Trocam forças e fazem uma malha de proteção nos ambientes. Elas são como anjos da guarda que se unem para abençoar seus cuidadores.
Elas se comunicam também com os moradores. Elas sabem quem é quem. quem dá algo de bom e quem precisa e merece ser limpo ou cuidado por elas, e ainda, quem as prejudica com o veneno da vibração.
As ervas são expressões de Deus que agem com sabedoria e inteligência. Elas investigam o tom vibratório dos moradores e fazem o trabalho da limpeza, contando com a energia que os moradores oferecem. Tem morador que não oferece nada, apenas suga as ervas. O que acontece? Elas se desvitalizam. Não sobrevivem aos impactos repetidos da má língua, dos vícios intoxicantes, da raiva sistemática, da tristeza e do medo.
Ervas são condensadores, acumulam forças e são também dinamizadores etéricos, que fazem intercâmbio energético. São iguais aos lírios brancos do hospital espiritual, que têm a função de receber e passar. Elas recebem e passam o que vem do Mais Alto. Recebem e passam em regime de troca. Elas absorvem a boa fonte de energia e a transformam em campos de proteção, limpeza e imunidade.
A lei de justiça sempre se cumpre até entre os vegetais. Quem lhes dá, recebe. A quem lhes tira, vai faltar. Elas estão também submetidas à força do amor.
Ervas gostam de carinho e de reconhecimento e amam seus cuidadores, sabem quem são eles.
Elas são inteligentes a seu modo.
Amam seus cuidadores quando sentem que eles as amam. Adoram elogios e cumprem fielmente seu mecanismo natural com os ambientes, conforme as manifestações morais de seus habitantes.... Horta mística funciona sim, tem finalidade protetora e de saneamento astral, principalmente quando o lar louva o respeito, a conduta reta, a boa vibração, o querer bem, a sabedoria, a oração e o entendimento..... As ervinhas de Deus são as mãos generosas do Pai acariciando e abençoando nossos ambientes de convivência. Se o ser humano tem tantos estímulos dentro de casa que o distanciam do bem-estar, por que não ter uma horta mística que pode funcionar como um campo energético e ecológico onde podemos sentir Deus na natureza?"......
Fica então o convite: "bora" plantar uma hortinha na janela, na varanda, na área de serviço???
Mexer com a terra, sentir o cheiro, a textura, semear, regar, acompanhar dia-a-dia cada nova folha que aparece....e depois, desfrutar dos aromas, utilizá-las nas refeições...


(essa foto é do meu Gerânio ( Pelargonium graveolens),plantado em uma floreira na minha sacada e que todos os dias me perfuma as mãos quando o toco, e que aromatiza o ar quando o rego)