quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

ANOSMIA - OU SIMPLESMENTE, PERDA DO OLFATO




Motivada por uma amiga que sofre de anosmia parcial, fui pesquisar no livro da Shirley Price, o caso que ela relata e como tratou de um processo semelhante ao de minha amiga. Como esse é um problema que pode hoje em dia, afetar muitas pessoas, resolví dividir com meus leitores. Espero que gostem.
Texto extraído do livro Aromaterapia e as Emoções de Shirley Price
Qualquer pessoa pode se beneficiar com a Aromaterapia? Os aromas são capazes de afetar e beneficiar aqueles que não possuem o sentido do olfato?
Anosmia é o termo empregado para a perda do olfato. Mas uma pessoa pode sofrer de anosmia total, que se resume à incapacidade de não sentir qualquer aroma, assim como pode ser passível de uma anosmia parcial na qual não são percebidos apenas determinados odores; ou de anosmia temporária, geralmente causada por um forte resfriado ou por uma sinusite crônica, que se extingue quando a condição física retorna ao seu estado normal.
A essa altura, creio que você já esteja se perguntando o seguinte: “ se alguém não consegue registrar o cheiro, como é que poderá se beneficiar com a inalação dos óleos essenciais?” Mas aqui, é preciso lembrar que os óleos essenciais na inalação, seguem por duas rotas: a primeira, diretamente para o cérebro e a segunda, por via dos pulmões, e daí para a corrente sanguínea.  Por isso mesmo, a anosmia não cria obstáculos para que os óleos sejam absorvidos de maneira que possam atingir o cérebro.
Ao que tudo indica, os seres humanos reagem aos odores, até mesmo dormindo . Ocorre no entanto que o uso prolongado dos aromas é capaz de ajudar a restaurar o sentido perdido do olfato, o que aliás tem sido demonstrado em testes, assim como vem sendo notavelmente demonstrados os vários efeitos fisiológicos do olfato, tanto em pessoas normais quanto naquelas que sofrem de anosmia.
Segundo pesquisas e pela própria experiência da Shirley Price, pode-se afirmar que os aromas desencadeiam um efeito positivo nas pessoas até mesmo:
- quando o aroma não é percebido
- quando as pessoas sofrem de anosmia
- quando estão passando por uma anosmia temporária
- quando estão dormindo

As pessoas que sofrem de anosmia, acabam por não perceber também o sabor das coisas, já que o olfato e o paladar estão intimamente ligados.
Podemos ajudar essas pessoas? Na maioria das vezes sim, com algumas técnicas, também descritas pela Shirley, que descrevo abaixo:
- massagem na face e escalda-pés simultaneamente
- óleos indicados : Mentha  piperita (ou hortelã pimenta) e Euclyptus globulus (eucalipto) – mesmo que a pessoa não consiga detectar nenhum deles!
- estes óleos podem ser aplicados na massagem diluídos em um óleo carreador (gergelim por exemplo) e no escalda-pés, deve-se diluir primeiramente os óleos essenciais em uma colher de sopa de álcool e depois misturar-se à água. Recomendo utilizar na massagem  2 gotas de cada óleo essencial em 10 ml de óleo carreador e 3 gotas de cada óleo para 2 litros de água quente
- é interessante fazer-se esse procedimento duas vezes por semana e observar-se a reação . Segundo a Shirley, após 3 sessões já se percebe uma considerável melhora. Segundo ela, ao final de 6 meses de tratamento, a restauração da sensibilidade olfativa e do paladar, é muito grande.

Então, você conhece alguém que tem esse problema, ou você quando fica resfriada (o) ou com sinusite tem esse desconforto? Experimente  essa dica, tenho certeza de que você vai gostar!

4 comentários:

  1. perdi o alfato,há dois anos,fiz varios tratamentos, mas n consegui resultados, recente fiz uma cirurgia, o medico descobriu que eu tinha um estritamento no canal do nariz. Na cirugia ele também retirou os pólipos, ainda vai fazer uma 1 mês,melhorei um pouco,comecei a sentir um pouco de cheiro, mas oscila muito, as vezes sinto, as vezes não.Queria saber mais sobre esse disturbio, se tem cura, pois sofro muito com isso, fico muito deprimida. Se alguem souber de algum tratamento ou sei lá, alguem que também passou ou passa por isso, por favor entre em contato comigo pelo meu email, deborabulcao@hotmail.com, obrigado

    ResponderExcluir
  2. Débora, vou te responder por e-mail, ok? Renata

    ResponderExcluir
  3. Oii , Fui No médico Poorque perdir o olfato a 6 meses e não voltoou ainda, ele falou que pode ser Definitivo e agora ?
    A perda Do Olfato pode ser problema na cabeça?

    ResponderExcluir
  4. Stefany, boa tarde. Sou da opinião que nada é definitivo nesta vida - nem a própria vida! O que causou a sua perda de olfato? Gripe, resfriado mal curado, sinusite, rinite? Problema na cabeça? Em que sentido? Antes de entrar em desespero, é preciso entender qual momento você está vivendo emocionalmente falando, o que provocou essa perda e então, procurar tratamentos complementares como acupuntura, massagens, aromaterapia, terapia cranio-sacral, ou outro médico otorrino..... Não considere esse diagnóstico como definitivo - não entregue os pontos. Um abraço....

    ResponderExcluir